Câmara de Sintra oferece um milhão de máscaras à população

O presidente da câmara salienta que a medida só foi possível “graças ao voluntariado de centenas de funcionários” da autarquia e dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra.

,Equipamento de proteção pessoal
Foto
Sintra distribui máscaras gratuitamente Paulo Pimenta

O município de Sintra, no distrito de Lisboa, começou esta segunda-feira a distribuir um milhão de máscaras à população, através das caixas de correio, num investimento superior a meio milhão de euros, anunciou a autarquia.

As máscaras começaram a ser distribuídas esta segunda-feira e “nos próximos dias serão entregues nas caixas de correio do concelho”, avança em comunicado a Câmara de Sintra, no distrito de Lisboa.

“Esta operação de envio de máscaras pretende contribuir para proteger a população, mas é também uma forma de sensibilizar para a necessidade de cumprir com o dever cívico de recolhimento, cumprir as medidas de distanciamento social, de higienização das mãos e de etiqueta respiratória, que continuam a ser as nossas melhores armas para combater o covid-19”, destaca o presidente da autarquia, Basílio Horta (PS), citado na nota.

O presidente da câmara salienta que a medida só foi possível “graças ao voluntariado de centenas de funcionários” da autarquia e dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS).

“Durante o fim-de-semana, e ao longo de vários dias, centenas de colaboradores demonstraram o espírito de união e solidariedade de todos que vivem e trabalham em Sintra”, refere Basílio Horta.

A câmara destaca ainda que já tinha assumido “a distribuição de equipamento de protecção junto das IPSS [Instituições Particulares de Solidariedade Social], forças de segurança, bombeiros e outras entidades que trabalhem junto de grupos de risco ou com população mais vulnerável”.

“Foram distribuídas mais de 250 mil e entregues diferentes equipamentos e materiais de protecção a diversas instituições, tais como luvas, viseiras, batas descartáveis, gel desinfectante, álcool etílico, dispensadores de gel desinfectante, batas descartáveis, fatos completos e protecções para sapatos”, acrescenta.

Sugerir correcção