Com o desconfinamento há sinais de retoma, mas “muito tímidos”

Alguns indicadores, como o volume de compras feitas com multibanco, estão a recuperar face ao período do estado de emergência. Mas tirar conclusões em relação à velocidade da retoma é ainda muito difícil.

Foto
Rui Gaudencio

Com as estatísticas oficiais do PIB ainda a darem conta daquilo que aconteceu à economia nos primeiros dias de confinamento – um choque como não há registo nas séries estatísticas -, as esperanças começam-se a virar para aquilo que poderá estar a acontecer agora que se entrou na fase de desconfinamento. Há alguns sinais de retoma, no entanto são bastante tímidos e ainda insuficientes para retirar conclusões quanto à velocidade de saída crise.