Pentágono divulga vídeos de OVNI para “esclarecer quaisquer equívocos”

Os três vídeos, agora divulgados oficialmente, já tinham sido publicados em 2017 e levantaram questões sobre a existência de objectos voadores não-identificados.

Incidente de OVNI de USS Nimitz
Foto
Ministério da Defesa norte-americano divulgou vídeos da Marinha onde aparecem objectos voadores "não identificados" epa/US DEPARTMENT OF DEFENSE HANDOUT

O Pentágono divulgou esta segunda-feira três vídeos da Marinha que mostram objectos voadores “não-identificados”. Os vídeos remontam a 2004 e 2015 e já tinham sido divulgados anteriormente, mas nunca por fontes oficiais.

Em comunicado, o Departamento de Defesa norte-americano diz que a divulgação dos vídeos pretende “esclarecer quaisquer equívocos do público sobre se as filmagens que têm estado a circular eram ou não reais, ou se há ou não mais vídeos”.

“Após uma análise exaustiva, o departamento determinou que a divulgação autorizada destes vídeos não-confidenciais não revela quaisquer capacidades ou sistemas sensíveis e não interfere em quaisquer investigações subsequentes de incursões aéreas não-identificadas do espaço aéreo militar”, pode ler-se no comunicado.

Harry Reid, ex-senador do estado do Nevada, mostrou-se satisfeito com a divulgação oficial dos vídeos e escreveu no Twitter que “o povo americano merece ser informado”. “Ainda bem que o Pentágono está finalmente a divulgar esta filmagem, mas ela é apenas a superfície da investigação e dos materiais disponíveis”, acrescenta na sua publicação. 

Os vídeos começaram a “circular no domínio público após as emissões não-autorizadas em 2007 e 2017”, refere o comunicado. Um deles foi captado em Novembro de 2004 e os outros dois em Janeiro de 2015. Dois dos vídeos foram publicados pelo New York Times em 2017 e o outro foi divulgado pelo grupo To The Stars Academy of Arts and Science, uma organização científica privada.

Segundo o New York Times, o vídeo de 2004 mostra um acontecimento em que dois pilotos encontraram um “objecto oblongo a pairar sobre a água”, que depois voou rapidamente para longe. “Acelerou como nunca vi”, disse um dos pilotos, o comandante David Fravor, ao jornal. Os vídeos de 2015 mostram objectos a mover-se rapidamente pelo céu e, nas gravações, ouve-se o espanto dos pilotos: “Olha para aquela coisa! Está a rodar!”

Aquando da divulgação dos vídeos, em 2017, Luis Elizondo, ex-oficial do Pentágono, disse à CNN que acredita que “há provas muito convincentes de que podemos não estar sozinhos”. Elizondo refere que os objectos “apresentam características que não estão actualmente no inventário dos EUA nem em nenhum inventário estrangeiro”. 

A divulgação dos vídeos serviu para alimentar as suspeitas e teorias relacionadas com as investigações que os Estados Unidos estão, alegadamente, a fazer sobre a vida extraterrestre e objectos voadores não-identificados.

Texto editado por Pedro Rios

Sugerir correcção