Nova função do Spotify permite endereçar “gorjetas” aos músicos

Os extras monetários tanto podem reverter directamente para os artistas como para fundos de ajuda humanitária.

Foto
Christian Hartmann/Reuters

A popular plataforma de streaming Spotify anunciou na quinta-feira que uma nova ferramenta permite agora aos utilizadores endereçarem directamente aos artistas somas de dinheiro – “gorjetas”, enfim. A ideia surge no contexto pandémico, numa altura em que a generalidade dos músicos se debate com a suspensão da sua actividade

Há muito que a plataforma permitia que os artistas destacassem uma peça escolhida no seu perfil – a Artist’s Pick. Agora o Spotify lançou uma versão gémea dessa função, a Artist Fundraising Pick, que permite aceder a um link específico no seu perfil onde os utilizadores-ouvintes podem deixar gorjetas ao artista.

O que fazer, depois, com essas eventuais somas de dinheiro cabe aos artistas decidi-lo. Os contributos tanto podem ser aplicados em causas humanitárias via GoFundMe como serem direccionados para o projecto COVID-19 Music Relief do próprio Spotify.

Os artistas podem também, claro, guardar para si as gorjetas, através de dois serviços, o PayPal e o Cash App, tendo sido esse, aliás, o principal propósito da iniciativa, segundo os responsáveis do Spotify, naquela que é encarada como apenas mais uma tentativa de minorar os efeitos da paragem de actividade por milhares de músicos pelo mundo inteiro. Por esclarecer fica se a nova utilização irá manter-se ou se poderá ser desactivada depois de um eventual regresso à normalidade por parte da indústria da música.