Bancos disponíveis para adoptar soluções para famílias com empréstimos

Ministérios das Finanças e da Economia estão a trabalhar em medidas específicas que deverão ser anunciadas ainda hoje para apoiar tesouraria das empresas e famílias. Depois de Itália, Espanha deverá adoptar suspensão do pagamento das prestações de casa.

Redução de rendimentos pode levar famílias a deixar de pagar empréstimos
Foto
Redução de rendimentos pode levar famílias a deixar de pagar empréstimos daniel rocha

Os bancos a operar em Portugal, em articulação com o Governo, estão a trabalhar em medidas que ajudem as famílias com empréstimos, como já está a acontecer em Itália e poderá ser aprovado esta terça-feira em Espanha. Contactada pelo PÚBLICO, a Associação Portuguesa de Bancos (APB) diz que “o sector bancário nacional está absolutamente empenhado e disponível para dar o seu apoio às empresas e famílias portuguesas neste momento particularmente desafiante”.

A APB vai mais longe e adianta que “já manifestou às autoridades nacionais a sua total disponibilidade para trabalhar no desenho de soluções que melhor se adequem à situação concreta do contexto nacional”. Salvaguardando, no entanto, que “importa assegurar que desse apoio não resulte um agravamento dos rácios prudenciais dos bancos nem uma degradação da sua situação patrimonial, preocupação aliás que está também a ser discutida a nível europeu”.

O primeiro-ministro António Costa disse esta segunda-feira, em entrevista à SIC, que os bancos terão de assumir a sua responsabilidade nesta crise, nomeadamente no apoio às empresas e famílias afectadas pelos efeitos da propagação do surto do novo coronavírus. E revelou que os ministros Mário Centeno e Siza Vieira estão a preparar-se para anunciar um pacote, ainda esta terça-feira, de medidas de apoio à economia.

Nas respostas ao PÚBLICO, a APB não esclarece se as medidas a tomar se podem aplicar a empréstimos à habitação ou se também se podem estender ao crédito ao consumo.

Também o Ministério das Finanças adiantou esta segunda-feira ao PÚBLICO que “o Governo aprovou um conjunto de medidas para compensar e mitigar a perda de rendimentos das famílias e das empresas durante o surto de Covid-19”. Sem adiantar que medidas serão anunciadas, o Governo diz ainda estar “a acompanhar a evolução da situação, nomeadamente no sector bancário”, e que “adoptará as medidas necessárias para que os bancos continuem a prestar os serviços essenciais de crédito, depósitos e pagamentos a famílias e empresas, em condições adequadas à situação que vivemos”.

O El País avança na edição desta terça-feira que o governo espanhol aprovará hoje uma suspensão dos pagamentos das hipotecas, ou seja, dos empréstimos à habitação. 

Com base em fontes do Governo, o jornal avança que a moratória (suspensão de pagamentos) se destina a trabalhadores que fiquem sem emprego devido à crise desencadeada pelo coronavírus e a trabalhadores independentes que sofrem uma queda drástica do seu rendimento devido à crise.

Sugerir correcção