Torne-se perito Crítica

A voz imortal de Gil Scott-Heron

Dez anos depois é reeditado o último álbum, ao mesmo tempo que é lançada uma recriação jazzística. A voz de Gil Scott-Heron continua viva.

,Nada de novo
Foto
O olhar do baterista e produtor de Chicago Makaya McCraven sobre Gil Scott-Heron mantém viva a força emocional de uma voz Mischa Richter/Eddie Otchere

Há dez anos, em 2010, depois de mais de quinze anos sem lançar nenhum álbum, o poeta, cantor e figura icónica da música e da consciência negra Gil Scott-Heron regressou à actividade com o surpreendente I’m New Here, uma obra inspirada que o deu a conhecer a novas gerações. O  responsável por esse retorno foi o produtor inglês Richard Russell, também responsável pela XL Recordings. Foi também ele que incentivou Jamie xx (dos The xx, que fazem parte da editora XL), a recriar mais tarde os temas desse álbum, resultando daí nova obra em 2011, We’re New Here