Torne-se perito

BE acusa Governo de usar “vazio” legal para lançar PPP na Saúde

O Governo está isolado na defesa da sua política de gestão de PPP. BE e PCP criticam novas parcerias, PSD fala em opacidade e pede explicações sobre exclusão da habitação. Nem ao PS o executivo agrada.

Parceria pública Privada
Foto
Hospital de Cascais é considerado pela esquerda uma nova PPP, mas não pelo Governo Nuno Ferreira Monteiro

“O Governo está a aproveitar o vazio [na legislação] para entregar partes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) aos privados.” Quem o diz é o deputado do Bloco de Esquerda Moisés Ferreira que, em declarações ao PÚBLICO, engrossa as críticas do partido ao executivo de António Costa que lançou duas parcerias público-privadas (PPP) na saúde já depois de aprovada a Lei de Bases da Saúde (LBS). Nesta matéria, o Governo está cada vez mais isolado. Na sexta-feira, o PSD leva a teste o polémico decreto do Governo que muda o regime de PPP.