Entrevista

Nuno Artur Silva: “Ter o cinema e a televisão de costas voltadas é trágico”

O secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media quer uma política integrada para o sector. Convocar novas fontes de financiamento é uma das prioridades para o futuro; as Produções Fictícias, diz, são parte do passado.

Foto
Nuno Artur Silva, na sua primeira entrevista como secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media Rui Gaudêncio

Na sua primeira entrevista como secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva defende uma política integrada para os sectores. Diz ser preciso encontrar financiamentos alternativos e anuncia que está já a dialogar com os gigantes de streaming e das tecnológicas.