Grupo roubava apostas no Placard sob ameaça de armas

Jovem de 22 anos foi detido pela PJ por participar nestes assaltos ocorridos em Janeiro passado no concelho de Sintra.

Foto
daniel rocha

Um jovem de 22 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por integrar um grupo que entrou em diversos estabelecimentos comerciais em Sintra e roubou apostas no jogo Placard, algumas de valor elevado.

Num comunicado divulgado esta sexta-feira, a Directoria de Lisboa e Vale do Tejo explica que em Janeiro passado um grupo de homens entrou em vários estabelecimentos comerciais no concelho de Sintra, solicitando que fossem registadas apostas no jogo Placard, gerido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

“Após o registo de tais apostas, algumas de valor bastante elevado, e quando lhes foi solicitado o pagamento respectivo, os autores ameaçaram os funcionários, exibindo armas de fogo e apropriaram-se das apostas efectuadas, pondo-se, rapidamente em fuga, de seguida”, lê-se na nota.

O jovem de 22 anos, o único membro do grupo identificado até este momento, está indiciado da prática de crimes de roubo qualificado, coacção agravada e detenção de arma proibida. “O detido tem antecedentes criminais por crimes graves, já tendo sido sujeito a medidas de coacção em outros inquéritos, as quais nunca cumpriu, encontrando-se, igualmente, em situação de permanência ilegal em Portugal”, especifica a PJ.

O jovem será presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção consideradas adequadas. A PJ indica que irá prosseguir a investigação, visando apurar a identificação dos restantes autores, bem como a eventual participação do ora detido noutros crimes idênticos.

Na segunda-feira passada a Santa Casa anunciou que os boletins roubados do Placard vão ser bloqueados, no sentido de reforçar a segurança, identificar todos os talões daquele jogo social e proteger os apostadores e mediadores.

Numa nota no Facebook, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis) aconselhou os mediadores autorizados pelo departamento de jogos “a ter cuidado e desconfiar no registo de apostas Placard com valores monetários elevados, de modo a receber essa quantia antes de entregar o respectivo bilhete”. A polícia lembrou ainda que devem ser tomadas medidas de autoprotecção para evitar este tipo de crime.

Sugerir correcção