Entre carvalhais e serras, quatro bungalows (e muitos mais trilhos) chamados Bétula

“Há um sítio para cada um de nós”, garantem Ana e António. O deles chama-se Lagomar, fica a nove quilómetros de Bragança, está rodeado de serras e agora alberga visitantes em casas de madeira que convidam a entrar. Ainda bem que lá está o fotógrafo e guia, para nos desafiar a calçar as botas e sair.

Fotogaleria
Bétula Studios Tiago Lopes
Fotogaleria
Bétula Studios Tiago Lopes
Fotogaleria
Bétula Studios Tiago Lopes
Fotogaleria
Bétula Studios Tiago Lopes
Fotogaleria
Bétula Studios Tiago Lopes
Fotogaleria
Bétula Studios Tiago Lopes

A viver entre duas casas de pedra tomadas pela vegetação, António e Ana chamaram os próprios vizinhos. Eles chegam e dizem coisas como “um dia, ainda me mudo para o campo” ou “aqui é que se vive bem”. Perdem-se por serras e bosques com António Sá, registam percursos pedonais no Wikilok, no final do dia ou ao almoço palmilham algumas das sugestões de Ana Pedrosa. E, uma noite ou duas depois, vão-se embora entre juras de um dia voltar.