Procura dos serviços de urgência bateu recorde no ano passado

Doente morreu na urgência do Hospital de Lamego após uma espera de seis horas. Centro hospitalar explica que nesse dia a urgência teve um pico de procura, com 116 doentes triados como muito urgentes e urgentes.

Foto
Paulo Pimenta

A morte de um doente com 65 anos que terá aguardado durante seis horas na urgência do hospital de Lamego para ser observado por um médico, num dia em que se registou uma afluência recorde de 128 pessoas, vem evidenciar de novo as falhas e os problemas com que se debatem estes serviços vocacionados para atender casos mais graves.