Num aeroporto chamado Love, Kyle recriou o pedido de casamento a Staci, 25 anos depois

Em 1995, Kyle preparou um daqueles pedidos de casamento perfeitos: envolveu uma centena de passageiros de um avião, muitas rosas e uma noiva tão surpreendida quanto comovida. Agora, repetiu tudo. E, desta vez, comoveu meio mundo.

Companhias aéreas do sudoeste
Foto
Detalhes de fotos disponibilizadas do casal, captadas com 25 anos de diferença Southwest Airlines

“Ela disse ‘sim’... Outra vez!”. Poderia ser a frase de lançamento de uma das novelas românticas que fazem sucesso pelo mundo, mas, no caso, serve de lançamento à Southwest Airlines para contar uma real história de amor centrada em dois momentos únicos, separados por 25 anos.

É a história do pedido de casamento de Kyle a Stacy, que ele concretizou em 1995 e que envolveu a companhia, os passageiros de um avião, o aeroporto (que como não bastasse se chama mesmo Love Field) e uma centena de rosas. Agora, o pedido e a surpresa foram repetidos e renovados. E, desta vez, com todo o poder da Internet a dar-lhe asas. 

Cena 1, 1995. “Staci aguardava Kyle, vindo no avião da Southwest, nas chegadas do aeroporto de Dallas. Mas algo de peculiar começou a acontecer: os passageiros que começavam a chegar traziam uma rosa cada um e todos começaram a entregá-las a Staci. Com uma braçada de uma centena de rosas, ela avistou finalmente a última pessoa”. Era, claro, aquela que ela mais queria ver, o seu namorado, Kyle. “Ele entregou-lhe a última rosa, ajoelhou-se e o resto é história.” 

Um belo e bem planeado pedido de casamento, a que ninguém, muito menos um viajante, resiste, isso é certo. 

Salto no tempo, Kyle e Staci estão casados há 25 anos e ele “decidiu recriar aquele momento icónico”. Pediu ajuda à Southwest Airlines que, claro, face ao potencial romântico, mesmo a tempo do Dia de São Valentim – e um potencial daqueles que ultrapassa o simples marketing –, aceitou apoiar o romance. 

Cen 2, 2020. A história repete-se e Staci “ficou tão surpreendida quanto da primeira vez”, garante a empresa. O casal marcou uma viagem de celebração das bodas de prata e, claro, com voos pela Southwest. Ele combinou encontrar-se com ela no aeroporto, mas também combinou com a companhia aérea outro plano: ele entraria para a zona onde os passageiros de um voo estavam a desembarcar, entregava uma rosa a cada um e tudo se repetiria, até porque Staci estava, outra vez, no aeroporto à espera dele.

Aqui está a Staci, prova viva de que o romance está no ar. 

Naturalmente, o último “passageiro” a aparecer foi Kyle. E, uma vez mais, ele ajoelhou-se. 

A história tem vindo a tornar-se viral e é natural que aterre em grande pelas redes sociais de milhões, mesmo a tempo do Dia dos Namorados.  

PÚBLICO -
Foto
Southwest Airlines

Um detalhe em nome das coincidências da vida: o aeroporto dos EUA onde tudo se passou, chama-se de facto Dallas Love Field e é base operacional da Southwest – mas este baptismo como “campo do amor” é mesmo pura coincidência, já que se trata de uma homenagem a um soldado que morreu durante voos de treino, ainda no início do séc. XX, e que se chamava Moss Lee Love.