Da Academia para o mundo

Na 92.ª edição dos Óscares, cuja cerimónia se realiza na madrugada desta segunda-feira em Los Angeles, a Academia parece querer mover-se, mas move-se devagarinho. Como o mundo, de resto.

,Oscar de Melhor Filme
Fotogaleria
A cerimónia, que será transmitida em Portugal nos canais Fox e Fox Movies, volta a não ter anfitrião mas conta com convidados especiais LUSA/JOHN G. MABANGLO
,Oscar de Melhor Filme
Fotogaleria
1917 de Sam Mendes dr

A poucas horas da cerimónia de entrega dos Óscares da Academia, em Los Angeles, nos Estados Unidos, as perguntas que se podem fazer são as mesmas de todos os anos, e especialmente dos últimos anos. O que é que “aquilo” realmente significa? O que é que aquilo, para lá das fanfarras e das lantejoulas, para lá da solenidade frequentemente tonta e sempre autocongratulatória de cada cerimónia, tem para dizer, por esta ordem (o cinema americano pode ser hoje mais internacional do que nunca, em contributos humanos e em financiamento, mas os Óscares são um espectáculo eminentemente americano), à América, primeiro, e ao mundo, a seguir? Que impacto é que aquilo, excluindo naturalmente o prestígio e o dinheiro dos directamente envolvidos, tem sobre a vida das pessoas?