Joacine Katar Moreira irá sentar-se na última fila, entre o Bloco e o PS

Deputada assumiu a condição de não-inscrita desde segunda-feira, depois de uma reunião com Ferro Rodrigues. Nesse dia, o presidente recebeu primeiro o Grupo de Contacto do Livre que lhe comunicou a retirada de confiança política.

Joacine Katar Moreira
Foto
Joacine Katar Moreira vai ter de mudar de lugar no plenário LUSA/MIGUEL A. LOPES

Tal como aconteceu em 2018 com o deputado Paulo Trigo Pereira quando deixou a bancada parlamentar do PS, a deputada Joacine Katar Moreira que desde segunda-feira assumiu o perfil de deputada não-inscrita, deixará a segunda fila e passará a sentar-se na última fila, entre os deputados do Bloco e do PS.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira na reunião da conferência de líderes e segue as normas da tradição parlamentar. Os deputados únicos representantes de partido desta legislatura - André Ventura, João Cotrim Figueiredo e Joacine Katar Moreira - foram beneficiados em relação a André Silva que em 2015, uma vez que o deputado do PAN ficou sentado na terceira fila e os três deputados ocupam a segunda fila.

Joacine Katar Moreira passou na segunda-feira de deputada única representante do Livre para deputada não-inscrita depois de uma curta conversa com o presidente da Assembleia da República. Antes, Eduardo Ferro Rodrigues havia recebido o Grupo de Contacto do Livre na Sala de Visitas da Presidência, encontro em que os representantes do partido lhe comunicaram que haviam retirado a confiança política à deputada eleita pelo círculo de Lisboa e que esta deixava de representar o Livre.

O PÚBLICO sabe que Eduardo Ferro Rodrigues comunicou a Joacine Katar Moreira que, dadas as circunstâncias e a sua nova condição partidária, teria de passar a deputada não-inscrita. Joacine tentou resistir a essa solução e ainda argumentou com o presidente da Assembleia da República, mas Ferro não lhe terá dado espaço sequer para falar e foi peremptório na sua decisão.

Os serviços da Assembleia da República prepararam-se, na última semana, para este desfecho, procurando argumentação nos anteriores casos de deputados que perderam a confiança política dos partidos pelos quais foram eleitos para justificar a opção de Ferro Rodrigues.