Sobem as detenções por violência doméstica. Foram 944 em 2019

Detenções aumentaram 17,5% face a 2018. As denúncias subiram 11,5%.

Foto
O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, durante a apresentação do projecto “Qualificar a segurança com a inteligência colectiva - a Violência Doméstica", em Queluz, Sintra ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

As detenções por violência doméstica aumentaram 17,5% no ano passado em relação a 2018, totalizando 944, e as denúncias apresentadas às forças de segurança subiram 11,5%, anunciou esta terça-feira o ministro da Administração Interna.

Os dados de 2019 sobre a violência doméstica foram avançados por Eduardo Cabrita na apresentação pública do projecto-piloto Qualificar a segurança com a inteligência colectiva – a violência doméstica, que decorreu na Escola da Guarda Nacional Republicana, em Queluz. Segundo o ministro, as forças de segurança detiveram 944 pessoas por violência doméstica em 2019, enquanto em 2018 foram detidas 803.

No ano passado, a PSP e a GNR registaram 29.400 denúncias relacionadas com violência doméstica e, em 2018, verificaram-se 26.400, indicou Eduardo Cabrita, frisando que este crescimento foi mais significativo nas áreas rurais e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Sugerir correcção