Primeiro caso suspeito de coronavírus em Portugal deu negativo

O doente, regressado da China no sábado, estava sob observação deste sábado no Hospital de Curry Cabral.

Clínica
Foto
O alerta foi activado porque a sintomatologia era respiratória e o homem “vinha do epicentro da epidemia” ENRIC VIVES-RUBIO/Arquivo

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus em Portugal foi negativo, após realização de análises laboratoriais pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), com duas amostras biológicas negativas.

O doente, regressado da China no sábado, estava sob observação deste sábado no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, hospital de referência para estas situações. Segundo apurou o PÚBLICO, o caso chegou via Saúde 24. O cidadão aterrou em Lisboa e ligou para a linha do Serviço Nacional de Saúde, tendo sido de imediato encaminhado para o Curry Cabral.

O director de serviço de infecciologia do Curry Cabral, Fernando Maltez, explicou que o alerta tinha sido activado porque a sintomatologia era respiratória e o homem “vinha do epicentro da epidemia”, ou seja, da cidade chinesa de Wuhan. Maltez confirmou que se trata de um homem “residente há muitos anos em Portugal”.

Em comunicado, a DGS recomenda que viajantes regressados de Wuhan ou de outras áreas afectadas na China que apresentarem febre, tosse e eventual dificuldade respiratória, evitem deslocar-se aos serviços de saúde e liguem para o SNS24 - 808 24 24 24, que está preparado para os orientar e esclarecer. 

A entidade reforça que se mantém atenta e a acompanhar a situação, em articulação permanente com instituições nacionais e internacionais para adopção de medidas em consonância com as recomendações que forem sendo emitidas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças.

Sugerir correcção