Filme Dor e Glória de Pedro Almodóvar vence sete categorias nos Goya

É a terceira vez que Almodóvar vence na mesma edição as categorias mais importantes dos prémios do cinema espanhol.

,Prémios Goya
Foto
O realizador Pedro Almodóvar com o actor Antonio Banderas durante a cerimónia EPA/JORGE ZAPATA

Dor e Glória, de Pedro Almodóvar, foi o grande vencedor dos 34.º prémios Goya de cinema de Espanha, ao vencer em sete categorias, entre as quais a de melhor filme, direcção, guião original e melhor actor, atribuído a Antonio Banderas.

É a terceira vez que Pedro Almodóvar vence na mesma edição o prémio de melhor filme e melhor director, depois de já o ter feito com os filmes Tudo Sobre a Minha Mãe e Voltar.

Com Antonio Banderas como alter ego de Almodóvar, o filme Dor e Glória narra a crise criativa de um realizador de cinema e vai desde a infância do personagem, nos anos 60 na sua cidade natal, ao seu primeiro amor adulto em Madrid nos anos 80.

“Eu não concebo a vida sem continuar a filmar”, afirmou Pedro Almodóvar, durante a cerimónia de entrega dos prémios.

O outro grande favorito da noite, Enquanto a Guerra Durar, de Alejandro Amenábar, ganhou cinco prémios, quase todos técnicos: melhor direcção artística, melhor direcção de produção, maquilhagem e cabeleireiro e figurinos, além de melhor actor coadjuvante por Eduard Fernández, no papel de general Millán Astray.

Sugerir correcção