As imagens de uma China de quarentena por causa do novo coronavírus

Mais de 60 milhões de pessoas estão em quarentena.  

Criança usa uma máscara numa área comercial de Xangai, na China Reuters/ALY SONG
Fotogaleria
Criança usa uma máscara numa área comercial de Xangai, na China Reuters/ALY SONG

Pelo menos dez cidades da província de Hubei, com uma população de 60 milhões e cuja capital é Wuhan, decretaram nos últimos dias o estado de quarentena e impuseram restrições de movimentação por causa do novo coronavírus. Também como medida de precaução, muitas cidades suspenderam completamente os serviços de transporte. Em Wuhan, região onde o surto começou, não há serviço de autocarro, metro ou barco e foram cancelados todos os aviões e comboios com destino a outras cidades. 

De acordo com os últimos balanços das autoridades de saúde, o número de mortos na China devido ao surto de coronavírus subiu esta quinta-feira para 26. Os casos confirmados aumentaram também para 830 só na China, e o vírus já foi detectado noutros países como Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, EUA, Singapura e Vietname. De acordo com as autoridades chinesas, há 1072 casos suspeitos.

A região metropolitana de Wuhan está a construir um hospital de 25 mil metros quadrados para acolher pacientes do surto. O hospital especial estará preparado para acomodar 1000 camas. Com abertura prevista para 3 de Fevereiro, vai reunir recursos médicos para fornecer tratamento isolado e eficiente para pacientes infectados, de acordo com a agência de notícias estatal chinesa Xinhua. 

Trabalhadores da estação de Xangai Norte verificam a temperatura de passageiros acabados de chegar à cidade chinesa
Trabalhadores da estação de Xangai Norte verificam a temperatura de passageiros acabados de chegar à cidade chinesa Reuters/MARTIN POLLARD
Passageira usa máscara dentro da Estação Ferroviária de Pequim, China
Passageira usa máscara dentro da Estação Ferroviária de Pequim, China EPA/WU HONG
Passageiros usam máscaras dentro da Estação Ferroviária de Pequim, na China
Passageiros usam máscaras dentro da Estação Ferroviária de Pequim, na China EPA/WU HONG
Passageiros usam máscaras dentro da Estação Ferroviária de Pequim, na China
Passageiros usam máscaras dentro da Estação Ferroviária de Pequim, na China EPA/WU HONG
Passageiros usam máscaras dentro da Estação Ferroviária de Pequim, na China
Passageiros usam máscaras dentro da Estação Ferroviária de Pequim, na China EPA/WU HONG
Farmácia de Pequim, na China, com prateleiras vazias depois das máscaras respiratórias também esgotarem
Farmácia de Pequim, na China, com prateleiras vazias depois das máscaras respiratórias também esgotarem EPA/WU HONG
Sinal dentro de uma farmácia avisa cidadãos para usarem máscara respiratória em Pequim, China
Sinal dentro de uma farmácia avisa cidadãos para usarem máscara respiratória em Pequim, China EPA/WU HONG
Passageiros usam máscaras dentro do aeroporto de Guangzhou, na província de Guangdong, China
Passageiros usam máscaras dentro do aeroporto de Guangzhou, na província de Guangdong, China EPA/ALEX PLAVEVSKI