Austrália: depois dos incêndios, vieram as inundações — e uma nuvem de poeira

Chuva tem afectado estados de Queensland e Nova Gales do Sul nos últimos dias, mas ainda há fogos activos. Condições meteorológicas geraram um outro fenómeno natural: uma gigantesca nuvem de poeira.

Fotogaleria
mickharris85/twitter
Fotogaleria
Reuters

A Austrália recupera dos enormes incêndios dos últimos meses, alguns dos quais ainda activos. Porém, agora a costa oriental do país está a debater-se com chuvas intensas que têm provocado inúmeras inundações.

Os estados de Queensland e Nova Gales do Sul, duramente afectados pelos fogos, estão agora a ser alvo de forte precipitação. Os serviços de meteorologia calculam que no sábado, 18 de Janeiro, tenha chovido três vezes mais do que o normal em Gold Coast, no estado de Queensland, onde as autoridades apelam aos cidadãos que evitem estradas em risco: “Se está inundada, esqueça”.

Neste domingo, mesmo com o mau tempo, havia ainda 69 incêndios activos em Nova Gales do Sul, segundo a BBC. As condições meteorológicas acabaram por gerar outro fenómeno natural: uma gigantesca nuvem de poeira que atingiu a região central do estado, devido aos fortes ventos gerados pelas tempestades, avançam as agências noticiosas.

Entretanto, a chuva tem-se movido para sul e não deve dar tréguas na segunda-feira. Em Victoria, onde ainda havia 14 incêndios activos neste domingo, já foram lançados alertas para eventuais inundações

O tempo seco que propiciou a temporada particularmente intensa de incêndios na Austrália é influenciado, como descreve a BBC, por fenómenos ligados ao Oceano Índico, que se têm intensificado à medida que a temperatura das águas tem aumentado. Isto teve um impacto grande também em países da África oriental, como o Quénia, onde dezenas de pessoas morreram devido a deslizamentos de terra causados pela chuva intensa. Na Austrália, os fogos que começaram em Setembro causaram a morte de 28 pessoas, destruindo milhares de habitações e devastando largas faixas de território. 

A chuva e tempo húmido têm ajudado a conter a propagação dos incêndios em algumas partes da Austrália, mas estão agora também a causar outros problemas para os habitantes destas regiões, como o encerramento de estradas e cortes de electricidade, relata a imprensa local

Os serviços de emergência têm estado ocupados a ajudar pessoas isoladas pelas enchentes. Precipitação tão intensa num período tão curto de tempo pode traduzir-se num maior risco de deslizamentos de terras em algumas regiões. Alguns parques temáticos foram encerrados. 

Patrulhadores do Australia Reptile Park tiveram que evacuar animais à medida que a inundação ia avançando. Citado pela BBC, o director do parque, Tim Faulkner, afirmou: “Ainda na semana passada estávamos a ter reuniões diárias para discutir a ameaça iminente dos incêndios, e hoje tivemos aqui toda a equipa, encharcada, a actuar rapidamente para garantir a segurança dos nossos animais e defender o parque desta carga de água… Não víamos enchentes assim no parque há mais de 15 anos.”

PÚBLICO -
Foto
Reuters

O canal britânico refere também que alguns investigadores receiam que a chuva possa criar problemas para os peixes dos rios australianos, arrastando para lagos e rios as cinzas dos incêndios, o que pode ser venenoso para os animais.

Sugerir correcção