Editorial

A guerra 2020: loucos contra fanáticos

O que se revela mais perigoso é precisamente o carácter errático, caótico e quase alucinado do novo rumo da intervenção americana

Estados Unidos
Foto
Estados Unidos mataram general iraniano em ataque com drones e helicópteros Reuters/EVA UZCATEGUI

No final do artigo anterior sobre a abertura dos anos 20 deste século, referi uma data crucial de Novembro próximo em que estaria em jogo o futuro da democracia: Trump or not Trump that’s the question. Mas não foi preciso esperar muito – e muito menos pela data das eleições presidenciais americanas – para perceber até que ponto o destino do mundo pode estar suspenso da loucura de um homem e do fanatismo de outros milhões.