Da guerra na sombra à guerra aberta no Médio Oriente?

1. Madrugada de 15 de Abril de 1986. Num ataque surpresa da força aérea e da marinha dos EUA foram bombardeadas instalações militares na Líbia, na área da capital, em Trípoli. Alguns desses bombardeamentos acabaram por provocar danos em áreas civis. No total, terão morrido mais quarenta militares da Líbia, tendo os norte-americanos perdido um avião e dois pilotos. O principal alvo foi o complexo militar de Bab al-Azizia, nos subúrbios da capital, onde residia Muammar Kadhafi. Uma chamada telefónica de aviso, efectuada pouco tempo antes dos bombardeamentos, a qual terá sido feita pelo antigo Primeiro-Ministro italiano Bettino Craxi, possibilitou a Muammar Khadafi escapar com vida. A Itália, tal como a França, não tinha autorizado o uso do seu espaço aéreo nessa operação militar. O bombardeamento ordenado pelo Presidente dos EUA, Ronald Reagan, foi uma retaliação directa ao atentado de 5/4/1986, perpetrado numa discoteca em Berlim, no qual foram mortos dois militares norte-americanos e várias dezenas ficaram feridos.