Opinião

Pedro Cabrita Reis em Leça da Palmeira

A valorização do espaço público é um objectivo fundamental em qualquer cidade que se preze, e ainda bem que há quem aposte nele – questão bem diferente está em saber se aquela obra específica de Cabrita Reis valoriza a marginal de Leça da Palmeira.

Como por esta altura o leitor já saberá, uma obra escultórica de Pedro Cabrita Reis encomendada pela Câmara de Matosinhos para a marginal de Leça da Palmeira foi vandalizada. Um cidadão indignado (ou um grupo deles, não se sabe), adornou a peça, intitulada “A Linha do Mar”, com numerosas pichagens. A palavra “vergonha” aparece várias vezes (para desconsolo de Ferro Rodrigues), tal como o argumento essencial do protesto: a câmara municipal não deveria ter investido 300 mil euros numa peça constituída por vigas de ferro de vários tamanhos empinadas e pintadas de branco.