Reuters/Jeenah Moon
Foto
Reuters/Jeenah Moon

Disney retira beijo lésbico de Star Wars em Singapura

Breve momento em que duas mulheres se beijam foi retirado na Singapura para manter o filme com classificação para maiores de 13 anos. Mas o corte pode ter acontecido noutros países.

Um curto beijo entre duas mulheres foi retirado pela Disney da versão do filme A Ascensão de Skywalker, último da saga Star Wars, em Singapura.

O primeiro (e único?) beijo gay da saga Star Wars é um brevíssimo momento em que duas mulheres – personagens menores no filme – se beijam no meio de uma celebração colectiva — um momento de “representação LGBT” considerado importante por uns e insuficiente por outros na imprensa ocidental, mas que em outras partes do mundo será, afinal, demasiado delicado para ser visto por adolescentes.

Em Singapura, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é ilegal. As relações sexuais entre homens são punidas até dois anos de prisão, mas a lei é omissa quanto ao sexo entre mulheres.

Ao Guardian e à BBC, o organismo de regulação dos media de Singapura (Infocomm Media Development Authority) comunicou que a Disney decidiu cortar a cena para que o filme não tivesse uma classificação etária demasiado limitadora. Neste momento, o filme está a ser distribuído em Singapura com classificação para maiores de 13 anos.

A Disney ainda não confirmou em quantos países tomou a decisão de cortar a imagem do beijo lésbico. A cena terá permanecido inalterada em países como a China, mas há relatos de que foi censurada no Dubai, refere o Guardian.