ADSE tem 650 mil despesas por tratar. Atrasos nos reembolsos são “enormes”

No Portal da Queixa acumulam-se as reclamações por atrasos nos reembolsos do subsistema de saúde dos funcionários públicos. Membro do conselho directivo da ADSE diz que são precisos mais cerca de sete dezenas de trabalhadores para funcionar normalmente.

ADSE
Foto
Andreia Carvalho

A ADSE tem cerca de 650 mil documentos de despesas no regime livre que estão por tratar, sem contar com os que estão por digitalizar, e os atrasos nos reembolsos são “enormes”, um problema que “estrangula e destrói” o subsistema de saúde dos funcionários públicos, afirma Eugénio Rosa, membro do conselho directivo da ADSE eleito pelos representantes dos beneficiários. O economista critica ainda a anunciada intenção do Governo de transformar o subsistema “numa associação mutualista, desresponsabilizando o Estado”, por considerar que isso irá permitir “a fácil e rápida captura da ADSE pelos grandes grupos de saúde”.