Já podemos votar no memorial às vítimas da escravatura: Grada Kilomba, Kiluanji Kia Henda ou Jaime Lauriano?

As propostas realizadas por três artistas afrodescendentes são votadas em cinco sessões públicas. O memorial ficará instalado em Lisboa no Campo das Cebolas.

Foto
As três propostas: canas-de-açúcar de Kiluanji Kia Henda; pavilhão triangular de Jaime Lauriano e "O Barco" de Grada Kilomba (da esquerda para a direita)

Grada Kilomba (Lisboa, 1968) propõe desenhar a silhueta de um barco através de 130 bancos feitos em betão armado. Kiluanji Kia Henda (Luanda, 1979) quer representar uma plantação com 540 canas-de-açúcar em alumínio preto. Jaime Lauriano (São Paulo, 1985) escolhe erguer um pequeno pavilhão triangular que esconde no interior um banco circular.