Diana Durães termina em último a final dos 800m livres dos Europeus

Nadadora portuguesa fez uma marca bem mais modesta do que aquela que tinha alcançado nas eliminatórias. José Lopes fixou o recorde nacional dos 1500m livres.

Foto
DR

Diana Durães não foi além da oitava e última posição na final da prova dos 800 metros livres dos Europeus de piscina curta, que estão a decorrer em Glasgow, na Escócia. A nadadora portuguesa, que nesta competição já estabeleceu um recorde nacional na distância, fez nesta quinta-feira uma marca bem mais modesta.

A atleta do Benfica, que nas eliminatórias tinha nadado a distância em 8m20,97s (nova melhor marca), cumpriu desta vez os 800 metros em 8m24,85. Uma marca que não lhe permitiu ter grandes aspirações numa fina em que a vencedora, a italiana Simona Quadarella, registou um tempo de 8m10,30s. A húngara Ajna Kesely (8m11,77s) e a também italiana Rita Caramignoli foram, respectivamente, segunda e terceira classificadas.

Nas eliminatórias da jornada matinal, José Lopes superou o recorde nacional dos 1500 livres em piscina curta, com a marca de 14m49,86s, que lhe deu o 14.º tempo - ainda assim, insuficiente para continuar em prova. O nadador bracarense detinha como recorde nacional a marca de 14m58,18s, alcançada a 23 de Dezembro de 2018, em Felgueiras.

“Nos 400m estilos correu bem e fiz mínimos para os Mundiais, o que me motivou para os 1500 metros, onde acabei por nadar muito forte, mas sem pressão, o que me deu para superar o recorde nacional absoluto, algo que não pensei ser possível nestas condições. Claro que senti o esforço das duas provas, mas nem deu para sentir o cansaço. Estes resultados motivam-me para continuar a trabalhar e atingir outros bons resultados internacionais”, declarou, ao site da Federação Portuguesa de Natação.

De fora das rondas seguintes ficou também Raquel Pereira, nos 100 estilos, com 1m03,45s, Francisco Quintas, nos 200m bruços, com 2m09,38s, e Miguel Nascimento, nos 200m livres, com 1m44,98s.