Avaliação da OCDE: estudantes pobres estão mais longe dos ricos

Diferença no desempenho na leitura cresceu na última década, mostram os dados do PISA. Apenas 2% de alunos de origens desfavorecidas conseguem estar entre os melhores.

Foto
daniel rocha

A diferença de desempenho na leitura entre os alunos ricos e pobres aumentou, na última década, em Portugal, mostram os resultados dos PISA (Programme for International Student Assessment), que são divulgados nesta terça-feira. Apenas 2% dos estudantes de origens desfavorecidas conseguem estar entre os melhores no estudo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE).