Submarino com três toneladas de cocaína interceptado na Galiza terá passado por Portugal

A embarcação já estava debaixo da mira das autoridades há vários dias e foi interceptada no município de Cangas de Morrazo.

Portugal
Foto
Foto de arquivo PAULO PIMENTA / PUBLICO

Um submarino carregado com uma grande quantidade de cocaína foi interceptado no município de Cangas de Morrazo, na Galiza, em Espanha, e duas pessoas foram presas, anunciou este domingo a Guarda Civil espanhola. As autoridades não conseguiram precisar a quantidade de droga que a embarcação transportava, mas acreditam que chegue às três toneladas.

Segundo avança o jornal local La Voz de Galicia, a embarcação, que terá deixado Portugal para fazer uma descarga algures na fronteira entre os dois países já estava a ser vigiada há vários dias pela Guarda Civil, Polícia Nacional espanhola e Agência Tributária, autoridades que estão agora a participar na operação que ainda decorre. O submarino terá ficado sem combustível, mas ainda conseguiu alcançar Fisterra, na Galiza, antes de iniciar a rota para Sul. 

A embarcação, que partiu da América Latina, tinha a bordo três tripulantes, sendo que dois destes foram detidos e o terceiro conseguiu fugir. Dois dos três tripulantes são de origem equatoriana. A origem do terceiro tripulante, que ainda está a ser procurado, não é conhecida. 

De acordo com o El País, o submarino terá sido fabricado na Guiana Francesa e já operava “há vários anos”. Durante a manhã estiveram no local vários mergulhadores para avaliar a situação de estabilidade do submarino e já foi destacada uma equipa para fazer o resgate da estrutura que ficou encalhada na península de Morrazo.