Rio tem “dúvidas” de que a legislatura dure quatro anos

Líder do PSD assegurou que a sua oposição ao Governo será “construtiva”.

Eduardo Ferro Rodrigues
Foto
Rui Rio retoma o lugar de deputado

O líder do PSD assumiu ter “dúvidas” de que a legislatura chegue ao fim, embora considere que haja “condições para isso”. Rui Rio falava à chegada à sala do grupo parlamentar do PSD, momentos antes de assumir o seu lugar de deputado na Assembleia da República

“Tenho dúvidas de que consiga. É um Governo minoritário, tem de fazer permanentemente negociações”, afirmou aos jornalistas, depois de questionado sobre se a legislatura irá durar quatro anos. No entanto, Rui Rio disse que a legislatura “tem condições” para ser cumprida.

A posição contrasta com a assumida esta quinta-feira pelo primeiro-ministro, que assegurou liderar um Governo para “quatro anos”. 

Sobre o tipo de oposição que vai fazer ao Governo, o líder do PSD reafirmou que será “construtiva e em prol do partido”. “Não estou permanentemente em campanha eleitoral”, disse, rejeitando estar disponível “para dizer mal por tudo e por nada”.

O líder do PSD reiterou ainda que a sua bancada não irá apresentar uma moção de rejeição ao programa de Governo. Assim, “o programa de Governo não precisa de ser votado, é apreciado”.

Rui Rio vai liderar também a bancada parlamentar, depois de promover eleições para a direcção do grupo, argumentando que nesta fase é necessária uma maior articulação entre o presidente do partido e da bancada. Recusou que seja uma estratégia de afirmação da sua liderança e como candidato ao cargo e justificou a decisão com uma poupança de recursos. “O que o partido e o grupo parlamentar gastam é dinheiro dos portugueses”, disse. Mas reconheceu que a bancada do PSD da legislatura anterior foi “um dos maiores problemas” que teve na sua liderança.

Sugerir correcção