Fabrice Lévêque
Doclisboa 2019

Frank Beauvais: salvo pelo cinema

Com Ne croyez surtout pas que je hurle, o cineasta francês faz uma estreia extraordinária na longa-metragem: um diário de seis meses passados a ver filmes para esquecer as misérias inteiramente construído a partir de imagens dos filmes que viu. É um dos grandes filmes do Doc.

“Hesitei muito em falar na primeira pessoa. Interroguei-me muito sobre a legitimidade de o fazer, de ocupar espaço com um lamento que seria apenas meu. A quem poderia interessar?”