Leonard Cohen
Tony Vaccaro/Getty Images

Eis Leonard Cohen, escritor de canções nascido de fato completo

I’m Your Man – A Vida de Leonard Cohen é a biografia do cantautor canadiano que mata qualquer tentativa futura de voltar a contar esta história. Somos levados pela vida de Cohen, cheia de dúvidas, inseguranças, amantes e magníficas canções feitas de tudo isto.

Escrever uma biografia, sobretudo de alguém que ainda está vivo, implica mergulharmos na vida dessa pessoa numa escala que, provavelmente, em qualquer sociedade saudável, nos valeria sermos encarcerados numa prisão.” São palavras assinadas por Sylvie Simmons, em Maio de 2012, na altura em que rabiscava as notas finais do hercúleo trabalho que tomara em braços anos antes – a biografia de um dos maiores escritores de canções que a música popular alguma vez escutou, Leonard Cohen. Percebe-se, sem esforço, o alcance daquilo que a jornalista inglesa, colaboradora habitual da revista Mojo, sugere: espreitar para a vida de outro, enquanto essoutro ainda esperneia e completa a sua história, pode tornar-se indecoroso e abusivo. E pode, facilmente, ceder à armadilha de ser contaminado pelo desejo de agradar ao biografado, limpando aquilo que possa ser mais chocante ou polémico.