Governo declara seca “severa e extrema” em concelhos de oito distritos

Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural aponta baixos índices de precipitação e disponibilidades hídricas consideravelmente abaixo das médias de armazenamento. Sul do país é a zona mais afectada.

Foto
Adriano Miranda

O Ministério da Agricultura decretou, esta terça-feira, uma situação de seca “severa e extrema” em vários concelhos de oito distritos da zona Sul do país. Num despacho assinado pelo ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Manuel Capoulas Santos, e publicado em Diário da República, o Governo indica que o estado de seca arrasta-se desde Janeiro.

A situação é particularmente preocupante na zona Sul do país: os distritos de Faro, Castelo Branco, Beja, Évora, Lisboa, Portalegre, Setúbal, Santarém encontram-se em situação de seca “severa e extrema”. 

Desde o primeiro mês de 2019 que se tem verificado um agravamento constante da situação, com sérios impactos nas actividades agrícolas.”Para esta situação contribuiu o défice de precipitação, os valores das temperaturas médias e máximas acima do normal, o baixo teor de água no solo e as disponibilidades hídricas de superfície e subterrâneas consideravelmente abaixo das médias de armazenamento”, pode ler-se no despacho.

No final do mês de Maio, 98% do território estava em situação de seca: deste número, 27,2% correspondia a zonas em situação de seca severa e 2,5% em situação de seca extrema. O ministério salienta a descida no volume armazenado nas bacias hidrográficas e os “baixos valores de precipitação verificados a Sul do rio Tejo”.

Em Julho, dados mais recentes citados neste despacho, 28,3% do território encontrava-se em situação de seca severa e 9,5% na classe de seca extrema. 

Como forma de ajudar os agricultores prejudicados por esta situação, o ministério promete flexibilizar algumas das obrigações previstas no Programa de Desenvolvimento Rural do Continente (PDR 2020). A lista de concelhos afectados pela situação de seca pode ser consultada através deste link