Na mesa de trabalho de Álvaro Siza

Álvaro Siza in/disciplina marca o regresso do arquitecto ao Museu de Serralves. É simultaneamente a revisitação da sua vida e obra, num momento em que o arquitecto continua pessimista sobre o estado da sua (in)disciplina.

Fotogaleria
Álvaro Siza na nova exposição de Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Álvaro Siza Nelson Garrido
Fotogaleria
Álvaro Siza em Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Desenho de Álvaro Siza, cartaz da exposição de Serralves DR
Fotogaleria
Álvaro Siza in/disciplina, no Museu de Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Álvaro Siza in/disciplina, no Museu de Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Álvaro Siza in/disciplina, no Museu de Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Álvaro Siza in/disciplina, no Museu de Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Álvaro Siza in/disciplina, no Museu de Serralves Nelson Garrido
Fotogaleria
Siza criança DR
Skate
Fotogaleria
Siza, jogador de hóquei em patins DR
Fotogaleria
Siza com Eduardo Souto de Moura DR
Fotogaleria
Siza com Fernando Távora DR
Fotogaleria
Siza em Machu Picchu DR
Fotogaleria
Desenho de Álvaro Siza DR
Fotogaleria
Desenho de Álvaro Siza DR
Fotogaleria
Desenho de Álvaro Siza DR

À entrada da ala direita do Museu de Serralves está exposto na parede um caderno de apontamentos pessoal: “Nome – Álvaro Siza; Disciplina – tão pouca quanto possível”. Nuno Grande e Carles Muro encontraram neste documento do início dos anos 1990 a chave para o título da exposição de que são curadores, e que esta quarta-feira tem inauguração oficial no museu portuense: Álvaro Siza in/disciplina.