Crítica

Pássaro que não voa

A adaptação do romance O Pintassilgo, de Donna Tartt, ao cinema é um desastre completo e sem remissão possível.

O olhar vítreo de Nicole Kidman podia ser uma espécie de “comentário” ao filme em que está metida
Foto
O olhar vítreo de Nicole Kidman podia ser uma espécie de “comentário” ao filme em que está metida

John Crowley até tinha feito obra limpa com Brooklyn, mas este O Pintassilgo, que parte de uma base semelhante (é também a adaptação de uma matriz literária, no caso um romance de Donna Tartt vencedor de um Pulitzer), é um desastre completo e sem remissão possível.