Incêndio na Mealhada dominado pelos bombeiros

As chamas estiveram a lavrar desde as 8h30 em Vacariça, numa zona de pinhal e eucaliptos, a cerca de cinco quilómetros da vila do Luso.

Fotogaleria
LUSA/PAULO NOVAIS
Fotogaleria
LUSA/PAULO NOVAIS
Fotogaleria
Uma estrutura de piquenique destruída pelo fogo em Santa Cristina LUSA/PAULO NOVAIS
Fotogaleria
LUSA/PAULO NOVAIS

O fogo que lavra desde o início da manhã em Vacariça, no concelho da Mealhada, distrito de Aveiro, entrou em fase de resolução, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro.

A mesma fonte adiantou que o fogo ficou dominado às 18h58, estando ainda no local pelas 21h10 198 operacionais e 68 viaturas. Na fase mais crítica, as chamas chegaram a ser combatidas por 10 meios aéreos e mais de 300 elementos, apoiados por 91 viaturas.

O incêndio lavrou desde as 08h30 em Vacariça, numa zona de pinhal e eucaliptos, a cerca de cinco quilómetros da vila do Luso, sem colocar em perigo habitações. O alerta para o incêndio foi dado por volta das 8h30. Fontes do CDOS de Aveiro disse à agência Lusa que o fogo lavrava com muita intensidade, daí que os meios tenham sido reforçados durante o dia.

 Ao PÚBLICO, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro disse, às 12h30, que o fogo estava a ceder numa das frentes de combate, mas há ainda outra “com difícil acesso a meios terrestres”.

A mesma fonte adiantou que foram reabertas a EN235 e a EN336, estradas que tinham estado cortadas na zona. Cerca das 13h30, o CDOS de Aveiro indicava que não tinha conhecimento de habitações em risco.

Esta sexta-feira o Governo decidiu prolongar o estado de alerta de risco de incêndios até às 23h59 de terça-feira.

Notícia actualizada às 21h10 com a informação de que o fogo tinha sido dominado