Marcelo pede concretização de medidas na saúde, infra-estruturas e recrutamento militar

Presidente pediu ao Parlamento para não adiar mais a aprovação o estatuto do antigo combatente.

Oficial do Exército
Foto
Marcelo Rebelo de Sousa nas comemorações do Dia do Estado-Maior General das Forças Armadas LUSA/ANTÓNIO PEDRO SANTOS

O Presidente da República defendeu esta terça-feira que o próximo Governo deve concretizar medidas na área da saúde, infra-estruturas e recrutamento militar e pediu ao Parlamento para não adiar mais a aprovação o estatuto do antigo combatente.

“É essencial que o Governo que saia das eleições de Outubro concretize os passos esboçados e que se impõem em matéria de saúde militar”, defendeu Marcelo Rebelo de Sousa numa intervenção nas comemorações do Dia do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA), em Lisboa.

Recordando a proximidade das legislativas de 6 de Outubro, o chefe de Estado disse ser “justo esperar da Assembleia da República que aprove o estatuto do antigo combatente, que ficou mais uma vez adiado” na recta final dos trabalhos parlamentares.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda essencial “levar por diante o que a Assembleia da República aprovou, mesmo no termo da legislatura, em matéria de infra-estruturas militares, lei hoje publicada”.

O futuro Governo deve criar “factores favoráveis ao recrutamento e à valorização no cerne das Forças Armadas, que são as suas mulheres e os seus homens”, pediu ainda o Presidente.