Número de mortes nas estradas cresceu 12% em 2018. Foram mais 73 do que no ano anterior

Estatísticas constam do relatório da Autoridade Nacional para a Segurança Rodoviária sobre a sinistralidade nos 30 dias após o acidente. Foi nas ruas dentro das localidades que o número de vítimas mortais mais aumentou.

Foto
Nelson Garrido

Só no ano passado morreram 675 pessoas no período até 30 dias após o acidente em que estiveram envolvidas. Foram mais 73 do que no ano anterior — o que corresponde a um aumento de 12%. As estatísticas, que mostram quantos feridos graves ou ligeiros acabaram por morrer até um mês depois do sinistro, foram publicadas pela Autoridade Nacional para a Segurança Rodoviária (ANSR). Eram os números que faltavam para conhecer o cenário completo da sinistralidade rodoviária no ano passado.