Já é possível carregar o passe na aplicação MobiCascais

Utilizadores poderão carregar os seus passes Navegante Cascais ou Navegante Metropolitano através da aplicação, evitando assim filas nas bilheteiras ou máquinas de carregamento.

Foto
Margarida Basto/Arquivo

Quem utiliza os transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa (AML) e tem no seu telemóvel a aplicação MobiCascais já pode carregar o passe mensal através dela, evitando assim as filas nas bilheteiras ou máquinas de carregamento que normalmente se formam no fim e início de cada mês. 

Esta solução, nota a câmara de Cascais em comunicado, resulta de “um esforço de desenvolvimento conjunto MobiCascais e OTLIS” – a empresa que gere a bilhética na Grande Lisboa — e está disponível para todos os utilizadores dos transportes públicos da AML, sejam ou não residentes em Cascais. Caso não residam no concelho e queiram usar a aplicação, devem registar-se na plataforma e validar previamente os títulos na rede MobiCascais, avisa a autarquia. O pagamento é feito com cartão de crédito. 

Os utilizadores podem ainda associar aos passes Navegante Metropolitano e Navegante Cascais os complementos de bike sharing, estacionamento e car sharing da plataforma MobiCascais, através da aplicação, do site, ou mesmo presencialmente num ponto de venda. 

No próximo ano, quem residir no concelho e foi utilizador do passe Navegante Cascais vai poder viajar gratuitamente. A medida foi anunciada pelo presidente de câmara, Carlos Carreiras, no final de Março, antes da entrada em vigor dos passes que permitem viajar dentro de cada município da AML por 30 euros ou por 40 caso de desloque entre concelhos. Segundo disse na altura Carlos Carreiras, a medida custará cerca de 12 milhões de euros por ano aos cofres da autarquia. ​No início de 2020, deverá iniciar-se também a operação da nova concessão municipal de transporte colectivo rodoviário.