O cardápio do Sonic Blast: transcender com OM, viajar com Earthless, um ataque psicótico com os Eyehategod

Moledo recebeu a nona edição do festival Sonic Blast entre os dias 8 e 10 de Agosto. Apesar do mau tempo ter sido um grande contratempo nos primeiros dias, o festival acabou em grande com as actuações dos OM e de Eyehategod.

Fotogaleria
Os polacos Belzebong mostraram que o minimalismo hipnótico do stoner doom, nas mãos certas, pode ser uma arte Nélson Garrido
Show
Fotogaleria
Nélson Garrido
Concerto de rock
Fotogaleria
Os repetentes Earthless ofereceram uma viagem a galáxias distantes Iago Alonso
Fotogaleria
Nélson Garrido
Concerto de rock
Fotogaleria
Os veteranos Orange Goblin Nélson Garrido
Fotogaleria
Nélson Garrido
,Concerto de rock
Fotogaleria
“Os Eyehategod são caos e os nossos concertos são caóticos”, disse o vocalista Michael IX Williams Iago Alonso
Fotogaleria
Nélson Garrido
Fotogaleria
Os canadianos Dopethrone Iago Alonso
Fotogaleria
Nélson Garrido
,M
Fotogaleria
Belzebong Nélson Garrido
Fotogaleria
Nélson Garrido
Fotogaleria
Nélson Garrido
Concerto de rock
Fotogaleria
Nélson Garrido

Um amigo disse que só queria ir ao Sonic Blast “para beber umas frescas e ouvir Black Sabbath com os velhotes enquanto discutiam que a música já não era como antigamente”. Apesar de não ser inteiramente verdade o que ele disse, é uma boa forma de descrever o espírito do festival que acontece em Moledo desde 2010. Um monte de pessoas que se junta numa pequena freguesia no extremo norte do país para ouvir música que muitos consideram que devia ter ficado enterrada na década de 70.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários