Morte de Epstein, acusado de exploração sexual de menores, investigada pelo FBI

Jeffrey Epstein já tinha sido encontrado inconsciente na sua cela. Morreu, num aparente suicídio, um dia depois de surgirem novas revelações de que as menores exploradas teriam sido instruídas para ter sexo com outros homens.

Manifestantes pedem justiça no caso Epstein
Foto
Manifestantes pedem justiça no caso Epstein Shannon Stapleton/Reuters

Jeffrey Epstein, acusado de tráfico de menores que mantinha como escravas sexuais, morreu este sábado na prisão em que aguardava julgamento – um dia depois de terem sido conhecidas novas revelações sobre o caso em que se incluía abuso das menores também por outros homens. A causa da morte vai ser investigada pelo FBI – trata-se de um aparente suicídio, mas o episódio “levanta questões sérias”, disse o attorney general, William Barr.