Túnel do Bolhão arranca e obriga a “revolução” do trânsito na Baixa do Porto

Rua Formosa vai ser cortada ao trânsito automóvel e de peões a partir de dia 20. Várias artérias à volta vão sofrer inversões de sentido de circulação

Foto
Mercado do Bolhão deve ser reaberto no próximo ano Nelson Garrido

A empreitada do Túnel do Bolhão arranca no próximo dia 20 de Agosto, mas a sua preparação tem impactos no trânsito já a partir da próxima terça-feira, dia 13. Este túnel vai ligar as ruas do Ateneu Comercial do Porto e Alexandre Braga, passando sob a Rua Formosa, e “possibilitar o acesso directo ao piso subterrâneo de logística do Mercado do Bolhão quando este reabrir”, algo que está previsto para 2020.

Para a Câmara do Porto, esta é uma “infra-estrutura essencial para o funcionamento do mercado e também para a protecção da mobilidade na sua envolvente, já que absorverá o trânsito de veículos para abastecimento dos comerciantes”, lê-se no portal da autarquia, que acrescenta que a empreitada vai permitir “limpar” daquela zona camiões parados, para cargas e descargas.

PÚBLICO -
Foto
Fonte: Câmara do Porto

A construção deste túnel, que foi sujeito a um visto do Tribunal de Contas, foi adjudicada à empresa Teixeira Duarte por cerca de 4,4 milhões de euros e tem um prazo de execução de um ano, estando a gestão a cargo da empresa municipal Go Porto.

Para preparar a obra, há alterações ao trânsito já a partir de terça-feira, com inversão do sentido do trânsito nas ruas Firmeza, Anselmo Braancamp e Moreira. Na Rua Formosa vão ser desactivadas duas paragens de autocarros - e as linhas 301, 305, 401, 700, 800, 801, 7M e 8M -, passando para a Rua Fernandes Tomás.

Na terça-feira seguinte, dia 20, é a vez da Rua Formosa - entre as ruas de Sá da Bandeira e Santa Catarina - ser cortada ao trânsito automóvel e de peões. Para compensar, a Rua Fernandes Tomás, que tem apenas sentido poente-nascente, passa a ter os dois sentidos – mas subir a rua será permitido apenas aos autocarros, entre as ruas de D. João IV e Sá da Bandeira. O acesso aos parques de estacionamento é autorizado a partir da Rua da Alegria.