Grupo assalta Casa da Moeda do México e foge com mais de 2 milhões de euros em ouro

Assaltantes roubam mais de 1500 moedas e relógios comemorativos, numa loja da Secretaria do Tesouro no centro da capital mexicana.

Fotogaleria
REUTERS
Fotogaleria
REUTERS

Um grupo de três homens armados invadiu terça-feira a Casa da Moeda na capital mexicana e roubou mais de 1500 moedas de ouro avaliadas em mais de 2,2 milhões de euros, fugindo antes da chegada das forças policiais.

Em plena luz do dia (cerca das 10h30 locais) e numa das ruas mais movimentada da Cidade do México, o Paseo de la Reforma, os assaltantes cchegaram com facilidade à zona onde está localizado o cofre da Casa da Moeda, o que leva a crer que possam ter tido ajuda ou informação privilegiada de funcionários da instituição, escreve o jornal espanhol El Mundo.

De acordo com a agência Reuters, que cita a polícia local, os assaltantes terão neutralizado o único guarda que estava presente e roubado a sua arma antes de se dirigirem para o cofre, que estava aberto. Um dos assaltantes terá enchido a mochila de moedas. No total, o roubo não terá demorado mais de três minutos.

REUTERS
REUTERS
Fotogaleria
REUTERS

Ao contrário do que acontece noutros países, a Casa da Moeda mexicana é um órgão descentralizado do Ministério das Finanças e é responsável apenas pela distribuição e venda de moedas e medalhas comemorativas. Mesmo assim, o produto do assalto desta terça-feira, segundo estimativas preliminares, será 1500 peças de ouro, conhecidas como “centenários”. Cunhados pela primeira vez em 1921 para comemorar o aniversário da independência do México, os “centenários” têm um valor de cerca de 50 pesos (cerca de 2,20 euros. No entanto, como são muito procurados por coleccionadores, chegam a ser vendidos por mais de 30 mil pesos (cerca de 1367​ euros).

Segundo avança o El Mundo, vários elementos da Procuradoria-Geral da Cidade do México já estiveram no local a inquirir testemunhas e a reunir as imagens captadas pelas câmaras de segurança na zona com o objectivo de tentar identificar os assaltantes, que conseguiram escapar sem deixar para trás vítimas ou feridos, apesar de terem consigo armas de fogo. A Casa da Moeda da Cidade do México ainda não confirmou a quantia total que foi roubada, que só será conhecida depois de ser realizada uma auditoria às contas da instituição. 

Em entrevista a uma rádio local e citado pelo El País, o secretário de Segurança da Cidade do México, Jesús Orta, mostrou-se surpreso com a facilidade com que os assaltantes conseguiram chegar à caixa-forte, acrescentando que tanto os funcionários como os seguranças do local já estão a ser interrogados.

O assalto desta terça-feira é o segundo no espaço de um ano naquele local. Em Julho de 2018, quatro homens encapuzados, que até hoje nunca foram encontrados ou identificados, entraram na instituição, também a meio do dia, e roubaram o equivalente a 135 mil euros em ouro, aproveitando um período de obras do edifício para entrarem e saírem rapidamente.