Ministério Público abre inquérito relativo a queixas contra youtuber Hugo Strada

A comissão nacional de protecção de menores enviou queixas ao Ministério Público sobre alegados comportamentos de Hugo Strada com os jovens da Team Strada. Youtuber rejeita acusações.

,Música
Foto
DR

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito relativamente à Team Strada, um grupo de youtubers adolescentes gerido por Hugo Strada, de 36 anos, depois de queixas terem sido apresentadas à Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção de Crianças e Jovens (CNPDPCJ), confirmou a Procuradoria-Geral da República ao PÚBLICO.

A CNPDPCJ encaminhou as queixas ao Ministério Público no final desta quinta-feira. “As eventuais situações que podem consubstanciar perigo, por norma, são encaminhadas para as CPCJ [comissões de protecção de crianças e jovens] territorialmente competentes. Quando se desconhece o local de residência das crianças/jovens envolvidas, como é o caso, estas comunicações são encaminhadas para o MP-Família e Menores”, esclareceu o gabinete de comunicação da comissão nacional de protecção de menores ao PÚBLICO. 

Num dos vídeos publicados no Youtube, Hugo Strada aparece a invadir uma casa de banho em que uma das jovens pertencentes ao grupo se encontra. Outras críticas divulgadas maioritariamente no Twitter denunciam que o youtuber de 36 anos interage com fãs menores com uma proximidade física considerada excessiva.

No dia 19 de Julho, Hugo Strada e o resto do grupo foram convidados do programa televisivo Curto Circuito, da SIC Radical. Durante o programa, Hugo Strada beijou nos lábios um dos jovens do grupo, de apenas 17 anos. Dumbo, como é conhecido o jovem, defendeu Strada das acusações, revelando, no Twitter, que o vê “como um pai”.

O grupo Voluntários Digitais em Situações de Emergências para Portugal (VOST Portugal) enviou um email ao CNPDPCJ em que pede que a entidade “inicie uma investigação relativamente aos comportamentos, publicados em várias plataformas online, do senhor Hugo Strada”, expondo o caso da invasão da casa de banho em que estava uma menor.

João Sousa, um outro youtuber, foi um dos primeiros a criticar a postura de Hugo Strada, publicando no Twitter um vídeo que demonstra vários dos seus comportamentos.

Hugo Strada defendeu-se no Instagram onde afirmou que repudia qualquer acusação. “Estando eu e a Team Strada a ser alvo de comentários difamatórios e acusações que põe em causa o meu bom nome, estando inclusive a haver manipulação de imagens, informo que irei encaminhar o assunto para que sejam tomadas as medidas legais para repor a verdade! Repudio qualquer acusação que me tenha sido feita!”, afirma o youtuber.

O PÚBLICO tentou contactar Hugo Strada, mas não obteve resposta.

Texto editado por Pedro Rios

Sugerir correcção