Vila Nova de Gaia recebe 150 trotinetes eléctricas

Presentes em Matosinhos, Gondomar e Maia, as trotinetes Circ chegam agora a Vila Nova de Gaia, pretendendo alargar-se, em breve, a toda a área metropolitana do Porto.

Foto
Circ

As trotinetes eléctricas partilhadas chegaram a Vila Nova de Gaia esta terça-feira, sendo a nova aposta da empresa de partilha de trotinetes Circ, que vai passar a estar presente em 11 localidades, de Norte a Sul do país. São 19 os hotspots (locais de recolha e reposição das trotinetes) que estarão distribuídos ao longo da costa de Gaia.

Em funcionamento 24 horas por dia, embora com menos disponibilidade de trotinetes durante a noite, os veículos são “mais rápidos, mais ecológicos e mais leves”, pelo que esta empresa alemã acredita que possam ser cada vez mais utilizados “em combinação com os transportes públicos e com o carro”, explica ao jornal PÚBLICO Felix Petersen, director-geral da Circ em Portugal.

Cada viagem tem um custo inicial de um euro, ficando por 0,50 euros para os utilizadores que estacionem correctamente as trotinetes e acrescendo 15 cêntimos por cada minuto de utilização. Os veículos poderão circular na estrada ou nas ciclovias e cada utilizador tem de ter, no mínimo, 18 anos para andar na trotinete, recomendando-se o uso de capacete. As trotinetes já estão a circular em Vila Nova de Gaia, pretendendo-se alargar esta utilização a mais cidades do distrito do Porto. “É uma boa dinâmica que se está a começar a criar em diversos locais”, diz Felix Petersen, considerando que “há uma tendência geral por parte dos municípios para tentar resolver os problemas de trânsito” com soluções alternativas.

As trotinetes são recolhidas à noite, por volta das 21h, por equipas que estão a trabalhar a tempo inteiro e que vêem se há algum problema técnico nos veículos, testando-os posteriormente. “Temos um sistema de controlo à noite para que as trotinetes estejam em boas condições pela manhã”, esclarece Felix Petersen. “Temos ainda equipas que estarão nos parques de estacionamento a ajudar as pessoas que usam as trotinetes pela primeira vez”, acrescenta o responsável. Para além disso, estas equipas poderão auxiliar os utilizadores no uso da aplicação para telemóvel.

Para Felix Peterson, “nenhuma outra tecnologia foi tão rapidamente adoptada.Vai estar cada vez mais presente nas nossas cidades de agora em diante”, acredita o director-geral da Circ.

Em cinco meses já se realizaram quase um milhão de viagens nestes veículos. A viagem média é de 15 minutos, que correspondem a 2,2 quilómetros. A aplicação da Circ já está disponível em 12 países da União Europeia. Portugal foi o primeiro mercado a receber as trotinetes eléctricas desta empresa alemã de micromobilidade, em Fevereiro.

Tal como a Circ, existem várias outras empresas de trotinetes a operar no país, com destaque para Lisboa onde a forma como estas são abandonados tem gerado algum descontentamento

Texto editado por Ana Fernandes