Linha do Norte enfrenta risco de desabamento por falta de obra “urgente”

A empresa Infra-Estruturas de Portugal, a construtora Teixeira Duarte e a Câmara Municipal de Santarém não se entendem sobre obras de protecção à via férrea, na Linha do Norte, devido ao risco de desabamento de uma parte da encosta das Portas do Sol.

,Estação Ferroviária da Azambuja
Foto
DANIEL ROCHA

Uma parte da encosta das Portas do Sol, em Santarém, está em risco de se desmoronar sobre a via-férrea e a própria Infra-Estruturas de Portugal considera que as obras de consolidação são “urgentes e inadiáveis”. No entanto, um diferendo entre aquela empresa pública, a construtora Teixeira Duarte e a câmara local tem impedido a resolução do problema.