Campeonato de Cruzeiros assinala Descoberta da Madeira e do Porto Santo

A competição mais importante do calendário nacional da classe de cruzeiros terá início a 11 de Julho, no Porto Santo.

Foto

Em plenas Comemorações dos 600 anos da Descoberta da Madeira e do Porto Santo, a Federação Portuguesa de Vela, a Associação Nacional de Cruzeiros e Associação Regional de Vela da Madeira (ARVM) organizam, a partir do próximo dia 11 de Julho, o Campeonato de Portugal de Cruzeiros (CPC). Na competição, que conta com o apoio do governo regional madeirense, através da Direcção Regional de Turismo, estão inscritas 23 embarcações nacionais e internacionais com certificado ORC.

O início está marcado para Porto Santo, no próximo dia 11, e, durante os quatro dias de regatas, que terão como porto de abrigo final o Funchal, as 23 embarcações ORC vão lutar pela conquista do CPC, aproveitando, segundo Sérgio Jesus, presidente da ARVM, para fazer uma “justa e pertinente homenagem aos descobridores, que no século XV chegaram a estas terras e se estabeleceram”.

PÚBLICO -
Foto

Durante a apresentação do CPC, que decorreu nesta quinta-feira no Funchal, Sérgio Jesus realçou a importância para o arquipélago de receber “a prova mais importante do calendário nacional da classe de cruzeiros” numa data tão importante para a Madeira: “A região celebra em 2018 e 2019 os 600 anos da sua descoberta, pelo que a ARVM propôs à secretaria regional de Turismo e à Comissão dos 600 Anos um programa subordinado ao tema ‘vela rumo aos 600 anos’, com um plano de actividades, que permitiriam celebrar esta inestimável data, que tanto tem a ver com as navegações marítimas e à vela.”

Igualmente presente na apresentação da prova, Paula Cabaço, secretária regional do Turismo e Cultura, referiu que a associação ao campeonato nacional da classe de Cruzeiros ORC “diversifica e enriquece” o “leque de iniciativas que têm sido apoiadas e realizadas” no âmbito das Comemorações dos 600 anos da Descoberta da Madeira e do Porto Santo.

“Complementando a aposta que tem vindo a ser feita em várias áreas de expressão artística – entre as quais a escultura, a música, a literatura, o património cultural material e imaterial, o teatro e a investigação científica – as Comemorações dos 600 Anos viram-se, assim, para o Mar, nomeadamente para um evento desportivo com ligações à região”, conclui Paula Cabaço.

O programa desportivo do CPC inicia-se a dia 11 de Julho no Porto Santo, com a realização de regatas técnicas na baía da ilha. Para o dia seguinte, está prevista a regata mais longa, com 30 milhas náuticas, que terá uma baliza localizada a norte do ilhéu Chão, nas Ilhas das Desertas, e conclusão em Machico. A 13 de Julho haverá provas na costa Leste/Sul, ao largo do Machico e de Santa Cruz e, no último dia, as regatas serão na frente de mar do Funchal.