Guadalajara coberta de gelo depois de invulgar tempestade de granizo

Vários veículos ficaram soterrados no gelo e, de acordo com a AFP, registaram-se danos em cerca de 200 casas, escritórios e lojas. Não há registo de mortos, mas pelo menos duas pessoas mostraram “sintomas de hipotermia”.

,Saudar
Fotogaleria
LUSA/Francisco Guasco
,Tempestade
Fotogaleria
LUSA/Francisco Guasco
,Saudar
Fotogaleria
Reuters/FERNANDO CARRANZA
,Saudar
Fotogaleria
Reuters/FERNANDO CARRANZA

A cidade de Guadalajara, uma das mais populosas do México, acordou, no domingo passado, a braços com um fenómeno improvável e que surpreendeu os moradores: uma tempestade de granizo que fez acumular quase dois metros de gelo em algumas ruas da cidade.

Depois de uma semana de Verão quente – com temperaturas que rondaram os 31ºC, em plena estação de chuva – o fim-de-semana trouxe uma tempestade de granizo que assolou, com maior intensidade, seis bairros da periferia de Guadalajara, capital do estado de Jalisco.

Vários veículos ficaram soterrados no gelo e, de acordo com a AFP, registaram-se danos em cerca de 200 casas, escritórios e lojas. Não há registo de mortos, mas pelo menos duas pessoas mostraram “sintomas de hipotermia”, de acordo com a Protecção Civil mexicana, citada pela mesma agência.

As autoridades e alguns membros do Exército estiveram ao longo de domingo a desimpedir as ruas e tentar evitar mais danos, escreve a CNN.

PÚBLICO -
Foto

Tal como os moradores de Guadalajara, também o governador do estado de Jaslisco, Enrique Alfaro Ramirez, se mostrou surpreendido com o fenómeno: “Muito cedo, antes de ir para a Cidade do México, estive no local para avaliar a situação e fui testemunha de cenas que nunca vi antes: granizo com mais de um metro de altura, e ainda nos perguntamos se as alterações climáticas existem”, escreveu no Twitter.

A localização da cidade também terá ajudado a que a tempestade se desenvolvesse rapidamente: Guadalajara fica 1566 metros acima do nível médio da água do mar e normalmente tem um clima temperado, sem fenómenos extremos, devido à elevação da cidade.  A estação das chuvas começa em Junho e prolonga-se até Setembro.

 “Ainda assim, este foi um caso onde os ingredientes atmosféricos e topográficos se combinaram para causar uma tempestade de granizo estranha”, completou o meteorologista.

Sugerir correcção