,Alemanha nazista
Getty Images

Um Reich na ponta da agulha

Delírio Total é um olhar surpreendente, inédito, sobre Hitler e a Alemanha Nazi. Mostra-nos como a metanfetamina foi determinante para as vitórias retumbantes da Wehrmacht, mostra-nos as contradições do abjecto regime, liderado por um Führer que se foi refugiando cada vez mais num paraíso artificial alimentado a injecções diárias. O autor, Norman Ohler, fala ao Ípsilon.

O antiquário estava habituado a descobrir cápsulas do tempo. Fazia parte do seu trabalho entrar em velhas casas e recolher móveis para recuperar. Num apartamento de Berlim Leste descobriu algo diferente. Um boião com medicamentos, intocado desde os anos 1940. Uma das embalagens continha comprimidos Pervitin. O que chamou a atenção ao antiquário não foi o nome, antes a composição química, que incluía uma dose generosa de metanfetamina, a droga estimulante sintética, altamente viciante e usada actualmente para efeitos recreativos, que estava no centro da acção na série Breaking Bad. Foi essa descoberta o rastilho que desencadeou Delírio Total – Hitler e as Drogas no Terceiro Reich, o livro em que o jornalista, romancista e dramaturgo alemão Norman Ohler se estreou na não-ficção. Sobre ele falou com o Ípsilon na viagem que em Junho fez a Portugal para promover a obra.