Ponte Luís I interrompida. Falta do metro oferece vista privilegiada do Porto

Interrupção dura desde 21 de Junho. Desde então, são muitos aqueles que optam por atravessar o tabuleiro superior da ponte a pé.

Nelson Garrido
Fotogaleria
Nelson Garrido

A 21 de Junho, a Metro do Porto anunciava que a ligação entre as margens do Porto e Gaia, através daquele meio de transporte, iria ficar suspensa durante dez dias. Na origem da interrupção está a avaria de um dos aparelhos de dilatação da Ponte Luís I, detectada durante trabalhos de manutenção da estrutura. A medida foi tomada para impedir o agravamento do problema.

Os constrangimentos não demoraram a fazer-se sentir, dada a grande utilização da Linha Amarela do metro. Como forma de os diminuir, a empresa faz saber que se encontrava a estudar alternativas de circulação. Actualmente, as alternativas passam por um serviço de vaivém (com uma frequência de dez minutos) operado por autocarros entre as estações de Jardim do Morro e S.Bento, já que no restante curso da linha a circulação mantem-se inalterada.

Mesmo assim, são muitos aqueles que optam por atravessar o tabuleiro superior da ponte a pé, desfrutando de uma vista privilegiada da cidade, com especial destaque para a zona da Ribeira. Pelo caminho, há muitas vezes tempo para registos fotográficos que servem para eternizar a vista e o momento.

Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido
Nelson Garrido