IEFP paga até 6500 euros a emigrantes que regressem a Portugal

Governo orçamentou 10 milhões de euros para apoiar um universo potencial de 1500 pessoas em 2019. Medida é para entrar em vigor no início de Julho e destina-se também a luso-descendentes.

,Fotografia
Foto
Incentivo ao regresso de emigrantes para trabalhar no país destina-se também a luso-descendentes Robert Hanson/Getty Images

Os emigrantes ou luso-descendentes que queiram voltar a Portugal para trabalhar terão um apoio do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) que poderá chegar aos 6536,4 euros por família. A medida faz parte do Programa Regressar, aprovado em Março pelo Governo, e deverá entrar em vigor nos primeiros dias de Julho.